Ultimas do CPR

News

Leia Mais

CPR RadioCast

Leia Mais

Papo do Iglu

Leia Mais

Antena Ligada

Leia Mais

Review

Leia Mais

Elenco

Leia Mais

Top Listas

Leia Mais

Filme em Foco

Leia Mais

Colunas

Leia Mais

Babes

Leia Mais

Boys

Leia Mais

Recentes

25 de mai de 2016

Papo do Iglu #33: Justiceiros!

Falei das aparições cinematográficas do Punidor, mais sua participação no Demolidor da Netflix




Se inscreva!






Perigo, Will Robinson: O universo foi zerado agora!

Assisti uma parada ontem no Vocêtubo e quero dividir com vocês, meus nobres leitores. Kendra Wilkinson lançou o videoclipe Lost in Space, que homenageia a clássica série dos anos 60, Perdidos no Espaço.


Talvez vocês queiram ser abduzido por E.T's com dedos longos piscantes e desaparecer no universo depois de assistir isso, mas confiram por favor:


Mas quem é Kendra Wilkinson, você pergunta?


Segundo a Wikipedia: "Kendra Leigh Wilkinson Baskett (San Diego, Califórnia, 12 de junho de 1985) é uma modelo, atriz e socialite americana. É mais conhecida por seu papel no reality show The Girls Next Door, ao lado de seu ex-namorado Hugh Hefner e mais as duas outras namoradas de Hefner, Holly Madison e Bridget Marquardt. Kendra foi coelhinha da Playboy, além de cinco vezes Capa da revista - sendo a última em Dezembro de 2010, com fotos antigase inéditas. Apesar disso, nunca foi uma Playmate. Kendra tem seu próprio reality show, exibido pelo canal E!, onde mostra sua vida após deixar a mansão Playboy."


Bem, cês sabem que me amarro nessas paradas trash e sem noção. Achei  o vídeo menos vergonhoso que aquela adaptação que fizeram pro cinema com o Gary Oldman e o Joey Tribbiani nos anos 90, huahuahua. 


Tomara que a gostosa continue nessa onda e homenageie Star Trek no próximo clipe, com direito aquela luta clássica com o homem-lagarto.



Uns vídeos do Idris Elba cantando. Bom dia.

Ontem quando estava fazendo esse post com sugestões de atores para substituir Daniel Craig na série 007, achei alguns vídeos com o Idris Elba cantando e como eu  acho  que todo mundo precisa de mais Idris Elba em suas vidas, resolvi compartilhar por aqui:



Pra quem não sabe, antes da carreira no cinema, Idris era DJ e trabalhava com o pseudônimo Big Driis, ou apenas Driis, além de ser produtor de reggae, hip-hop e soul. E aliás é bem bacana como ele trabalha com muitos artistas britânicos, mas também vários de origem africana. Atualmente ele se dedica mais a sua faceta ator, mas ainda se apresenta em alguns eventos e faz algumas parcerias musicais:


*.* in love.







Tem feat. com Fatboy Slim


e Tom Meighan (do Kasabian <3)


Bônus: aqui ele só atua mesmo, mas o vídeo é lindo, entonces:



Bom dia pra vocês :)

24 de mai de 2016

10 Nomes para substituir Daniel Craig como 007

Ao que parece Daniel Craig, após quatro filmes, cansou mesmo de ser o agente inglês James Bond na franquia 007,  tendo recusado uma quantia, dizem, bem gorda

 
Well, well, well, nunca fui fã do Bond amarradão. Apesar de gostar dos filmes, Craig foi o ator que menos me agradou no papel, com seu jeitão sisudo; meus preferidos são Sean Connery e Timothy Dalton. Então resolvi fazer uma listinha com sugestões supimpas de atores com o charme e a elegância necessários para dar vida ao agente com permissão para matar. Enviem para a MGM, por favor:

Henry Cavill, britânico, 33 anos.


Na época de Cassino Royale, Cavill foi sondado, mas não ficou com o papel. Na verdade, no filme faria até mais sentido do que Craig, já que a história mostrava um James Bond em inicio de carreira. E não acreditem no Zack Snyder, Cavill não é aquele manequim desprovido de expressões faciais, que parece nos filmes do Superman. Assistam outros filmes com ele, sério.

Clive Owen, inglês, 51 anos.



Aos 51 anos, provavelmente considerariam Owen velho para começar na franquia, mas, com seu ar cínico, ele era uma das minhas opções preferidas em 2006 e continua sendo agora.

Colin Salmon, britânico, 53 anos.


Sugestão do nosso amiguinho Pensador Louco nos comentários desse podcast. O elegante Solmon seria outro que provavelmente seria considerado velho, uma pena, pois tem presença e sotaque para o papel. Lembrando que ele tinha um papel nos três últimos 007 com Pierce Brosnan: O Amanhã Nunca Morre, O Mundo Não é o Bastante e Um Novo Dia Para Morrer.

Rebecca Ferguson, sueca, 32 anos.



Uma mulher? Mas a lista é de Bonds não de Bond-girls! Isso mesmo. Como discutimos no nosso RadioCast especial de 007, sempre achei que faria mais sentido se James Bond fosse um codinome para uma classe especifica de agentes, assim o Bond do Sean Connery não seria o mesmo personagem do Bond do Roger Moore e por aí vai. E isso abriria para outras possibilidades interessantes, como uma Jane Bond. A atriz sueca, de Missão: Impossível - Nação Secreta seria uma ótima escolha.

Tom Hiddleston, inglês, 35 anos.


O Loki está bem cotado entre os candidatos ao papel e parece ser o preferido do estúdio. Ele é ótimo ator e tem muita presença, como visto roubando a cena nos filmes da Marvel.

Hayley Atwell, britânica, 34 anos.


A agente Carter é outra ótima opção. Hayley tem presença e é muito charmosa, super convenceria como uma agente e pegaria vários bond-boys ;)

Michael Fassbender, irlandês, 39 anos.


Não dá para negar que Fassbender é um dos atores mais charmosos que aparecem no cinema nos últimos anos, além de muito talentoso. Sem falar que seu Magneto em X-Men: Primeira Classe foi quase um estágio para James Bond.

Hugh Jackman, australiano, 47 anos.


Outro nome que já aparecia entre os candidatos na época que o Daniel Craig  foi escolhido.  Vou lhe dizer: poucos atores atualmente possuem elegância e carisma suficiente para competir com Jackman.

Rachel Weisz, britânica, 46 anos.



Sai Craig, entra a sua esposa. E para falar a verdade, acho que ela ficaria muito melhor. Rachel é uma atriz excelente e se destaca em tudo que faz, de O Jardineiro Fiel e Fonte da Vida a O Legado Borne, passando por A Múmia.

Idris Elba, inglês, 43 anos.


Elba é nome da moda, mas não é sem motivo. Excelente ator e dono de um carisma enorme, imagine ele com aquele seu vozeirão pedindo um martini "shaken, not stirred". Perfeito. No ano passado, ao ser perguntado sobre a possibilidade de Idris ser o novo Bond, o autor Anthony Horowitz, que escreve atualmente novas aventuras para o personagem criado por Ian Fleming, disse que ele é "too street"... pfffff o Idris Elba não parece ser "muito das ruas" nem cantando rap



E aí? Quem você acha que deve substituir Daniel Craig? Deixe sua sugestão nos comentários :)

23 de mai de 2016

Thor: Ragnarok apresenta as caras novas

Fala galera, como vocês sabem (ou não), vem ai Thor: Ragnarok, o terceiro filme do deus das marteladas.


E a Marvel divulgou oficialmente o elenco da bagaça:


Entre os novos nomes estão Jeff Goldblum, que será o Grão-Mestre


Karl Ruran Urban será o Executor


A gracinha Tessa Thompson será Valquíria


E Cate Blanchett será Hela.


Eles também divulgaram uma arte conceitual da vilã:


Será que a megafoda Cate Blanchett terá a oportunidade de fazer uma grande vilã?  Pelo retrospecto nada animador dos vilões dos filmes da Marvel, acho que vai ser mais um talento desperdiçado...

Thor é um dos meus personagens favoritos nos quadrinhos, mas não sou muito fã dos filmes, que são bem meh. Vem então a Marvel e anuncia Ragnarok no terceiro filme e minhas esperanças se renovam de ver um longa mais focado em batalhas e menos em palhaçadas terrenas. Sem falar que Jane Foster não está mais por aí...


Gosto muito da Natalie Portman, acho maior gatinha, mas a personagem só não é mais mala que a Lois Lane do Zeca Snyder!


Lembrando que o Hulk também vai marcar presença na parada e relembrar os bons tempos do Cinema em Casa, huahuahua



19 de mai de 2016

Cine Tranqueira: Império Perdido

The Lost Empire
Direção: Jim Wynorski
Elenco: Melanie Vincz, Raven De La Croix, Angela Aames, Angus Scrimm, Blackie Dammet.
EUA, 1983


Existem filmes ruins como A Última Casa da Rua e Transformers-A Vingança dos Derrotados e filmes que são tão ruins, mas tão ruins, que se tornam bons, como BvS (huahuahua) e esse Império Perdido.

Prontas para a porrada

Esse é o primeiro filme de Jim Wynorski. Ele é mais um dos pupilos de Roger Corman, um dos mestres dos filmes B. Ao contrário de outras descobertas de Corman como Coppola, Jonathan Demme, Joe Dante e James Cameron, ele não foi cooptado pelo cinemão e continuou no ramo da bagaceira mesmo. 

 Meu iaiámeu ioiô

O cara segue em atividade e tem uma filmografia com mais de 100 títulos! E vocês pagando pau para Stanley Kubrick que não tem nem 20 filmes no currículo! Wynorski também dirigiu duas adaptações de quadrinhos: Vampirella (1996) e o Retorno do Monstro do Pântano (1989) que também são maravilhosos de tão ruins. Do filme da vampira já falei AQUI

Fantasma

Mas falemos de Império Perdido, ou The Lost Empire. Já disse que Wynorski fez uma porrada de filmes, mas na época que dirigiu esse seu primeiro longa ele muito provavelmente não acreditava que iam deixa-lo fazer outro! O cara entupiu a obra de referências a tudo que gostava e o resultado é divertidíssimo para quem aprecia essas tralhas. É uma mistura de Operação Dragão com As Panteras, onde três gostosas porradeiras e peitudas, vestidas em trajes mínimos, enfrentam um vilão e sua organização maligna compostas por ninjas assassinos.

Ela fez a cobra subir a cobra subir. Rala, ralando o ...

A trama não faz muito sentido, mas é mais coesa que a de BvS. As três gatas se inscrevem em um torneio mortal que vai rolar na ilha do misterioso feiticeiro chamado- HAHAHA- Dr. Sin Do, com o objetivo de descobrir o motivo, causa, razão ou circunstância que levou o irmão policial de uma delas a ser assassinado. 

Que tomada!

Elas se deparam então com os planos nefasto do vilão que mantém mulheres escravas e pretende conquistar o mundo (quem nunca?) utilizando pedras antigas mágicas. Uma dessas pedras está em poder da protagonista. Genial, não? O filme não se leva a sério e é uma homenagem as produções de baixo orçamento dos anos 70. Verdade que o humor involuntário funciona melhor que as piadinhas colocadas propositalmente.

Caveira cinzenta?

No elenco da bagaça temos Blackie Dammett, que é ninguém mais, ninguém menos que o pai de Anthony Kiedis, aquele mesmo do Red Hot Chilli Peppers (que também deu uma de ator no Caçadores de Emoção original) e Angus Scrimm (o Tall Man de Phantasm, recentemente falecido), que faz o vilão, claro.

Supergatas

Mas o destaque é o elenco feminino, com diversas musas do cinema B. Com exceção da protagonista Melanie Vincz, todas as outras não tem receio em mostrar os peitões fartos, como Raven De La Croix (que vive a índia Whitestar e também é responsável pelo figurino SENSACIONAL do longa), Angela Aames (que mostra pra caramba todas as partes do corpo), e Angelique Pettyjohn (participação especial como uma dominatrix numa das melhores cenas de briga em pátio de prisões que você vai ver em um filme!). 

Chicotadas

Muito melhor assistir a um Império Perdido do que um As Panteras ou DOA: Dead or Alive que são filmes ruins e a mulherada fica vestida o tempo inteiro! O que dizer de um filme que abre com um close em um par de seios siliconados?

Ficou famosa por andar num cavalo branco...

The Lost Empire tem talvez a melhor cena de abertura de um filme já feita (acho que só perde para o Obrigado a Matar do nosso João Amorim). Ri por incontáveis minutos de tanta tosqueira logo no início da bagaça, e o restante da fita não deixa a desejar com lutas horrorosas, vilão com sobrancelhas gigantes que aparecem e somem a todo momento, sujeito fantasiado de gorila e uma máquina de destruição com um formato que o Zack Snyder dos caralhinhos voadores de MoS iria adorar!

Montanhas do Himalaia

Passa com louvor no teste de Bechdel com suas mulheres de peitos. Muito superior aos dois Charlie Angels que não tem nudes. A única pisada de bola do nobre Jim Wynorski foi não ter levado a dominatrix também para a ilha. Se levou o pai do Kiedis, deveria ter levado também a Angelique para um catfight final!

Enfim, se esse aqui não fosse o Cine Tranqueira minha cotação seria 1 pinguim, mas esse é o Cine Tranqueira! Então:


Sim! Raven De La Croix faz a cobra subir e o filme é nota 5

É realmente uma pena que hoje não se fazem tralhas tão divertidas como essas. Esses troços que a Asylum faz não chegam nem perto da genialidade dessas fitas dos anos 70/80.

Assisti essa obra uns dias atrás na Netflix, mas ela está disponível no Vocêtubo e vale uma conferida:


De nada.

E façam como o secretário de Educação do RJ e "ouvam" o episódio do Podtrash sobre o filme aqui

18 de mai de 2016

Resumão da vida da Feiticeira Escarlate nos quadrinhos com Elizabeth Olsen

Fala galera, adivinha quem está de volta na praça? Eu mesmo e volto em grande estilo com um post com a tetéia Elizabeth Olsen.


A moça fez um vídeo para a revista Allure onde resume a vida da Feiticeira Escarlate nos quadrinhos desde seu surgimento. Confira:



Elizabeth Olsen S2

Se você não domina o inglês nórdico o pessoal do GangGeekTV legendou o vídeo AQUI 

11 de mai de 2016

Papo do Iglu #32: Séries que assisti na Netflix

Finalmente, vídeo novo! Comentei algumas séries que assisti durante esse tempão que fiquei sem gravar. Falei de Flash, Metal Hurlant Chronicles, Penny Dreadful, Jessica Jones e a segunda temporada de Demolidor





Se inscreva!


28 Videoclipes Inspirados em Filmes

Adoro música e cinema, portanto curto muito quando artistas se inspiram em filmes para criarem seus vídeos. Na semana passada, o Radiohead divulgou o clipe de Burn The Witch, uma versão fofinha de, veja só, O Homem de Palha, filmaço de horror, com Christopher Lee.


Confira Burn The Witch e mais 27 videoclipes inspirados no cinema:

Burn The Witch - Radiohead
Inspirado em: O Homem de Palha, de Robin Hardy (1973)



E não é o único. Garbage e The Coral também fazem referencia a esse filme em seus clipes:





 Tell Me Whre It Hurts - Garbage
Inspirado em: A Bela da Tarde, de Luis Buñuel (1967)



Hanging Around - Cardigans
Inspirado em: Repulsa ao Sexo, de Roman Polanski (1965)




Voodoo In My Blood - Massive Attack
Inspirado em: Possessão, de Andrzej Zulawski (1981). Tem Rosamund Pike ficando doidona.



Express Youself - Madonna
Inspirado em: Metropolis, de Fritz Lang (1927)



Radio Gaga, do Queen também é inspirado no mesmo filme


Body Movin - Beastie Boys
Inspirado em: Danger: Diabolik, de Mario Bava (1968)



Last Cup of Sorrow - Faith No More
Inspirado em: Vertigo, de Alfred Hitchcock (1958). Jennifer Jason Leigh faz as vezes de Kim Novak




Mesma inspiração de Walk Away, do Franz Ferdinand



Hush Hush - Paula Abdul
Inspirado em: Juventude Transviada, de Nicholas Ray (1955). Tem Keanu Reeves dando uma de James Dean.



Linger - The Cramberries
Inspirado em: Alphaville, de Jean-Luc Godard (1965)



Kiss Me – Sixpence None the Richer
Inspirado em: Jules & Jim, de François Truffaut (1962)



To the end - Blur
Inspirado em: O ano passado em marienbad, de Alain Resnais (1961)



Countdown - Beyoncé
Inspirado em: Cinderela em Paris, de Stanley Donen (1957)



Fancy - Iggy Azaleia feat. Charli Xcx
Inspirado em: As Patricinhas de Beverly Hills, de Amy Heckerling (1995)



I'm Glad - Jennifer Lopez
Inspirado em: Flashdance, de Adrian Lyne (1983)



Material Girl - Madonna
Inspirado em: Os Homens Preferem as Loiras, Howard Hawks (1953)



Show me How to Live – Audioslave
Inspirado em: Corrida Contra o Destino, de Richard C. Sarafian (1971)



Doesn't Remind Me - Audioslave
Inspirado em: Rocky, John G. Avildsen (1976) 



Walk – Foo Fighters
Inspirado em: Um Dia de Fúria, de Joel Schumacher (1993)



Tonight, tonight - Smashing Pumpkins
Inspirado em: Viagem à Lua, Georges Méliès (1902)



The Universal - Blur
Inspirado em: Laranja Mecânica, de Stanley Kubrick (1962)




Mesma inspiração de Rob Zombie, em  Never Gonna Stop



Living Dead Girl - Rob Zombie
Inspirado em: O Gabinete do Doutor Caligari, de Robert Wiene (1920)



Engel - Rammstein
Inspirado em: Um Drink no Inferno, de Robert Rodriguez (1996)



Time To Dance - The Shoes
Inspirado em: Psicopata Americano, de Mary Haron (2000). Jake Gyllenhaal é o psicopata do vídeo.



Lembrou de mais algum? Coloca aí nos comentários :)