Vamos conferir adaptações de super-heróis para o cinema e a TV que fizeram que iam, mas não foram, ficando só em pilotos horrorosos ou sessões de fotos.

Demolidor e Viúva Negra


Se você acha que a pior coisa que podiam fazer com o Demolidor era o filme de 2003 com Ben Affleck e Rei do Crime mano, fique sabendo que o atrevido quase foi para a TV em 1975. Angela Bowie, esposa de David Bowie na época, conseguiu com a Marvel os direitos do Demolidor e ainda da Viúva Negra, que tem um relacionamento com o herói cego nos quadrinhos. Natasha Romanoff seria vivida pela própria Angela e Benny Carruthers seria o homem sem medo.


Angela disse que a série não foi para frente porque os efeitos especiais necessitavam de alto orçamento. Notaram a tinta no ator? O projeto não ia ser tão caro assim, risos. Provavelmente algum poderoso viu que não ia sair coisa boa daquilo e sabiamente mandou engavetar o troço, que ficou só na sessão de fotos.

Vale lembrar que após o fim da clássica série de TV do Hulk, o golias esmeralda estrelou 3 telefilmes nos anos 80, e dois deles apresentavam outros heróis da Marvel que ganhariam séries depois. O primeiro trazia o Thor e o segundo, ele, o Demolidor (ou Audacioso) fazendo parceria com o verdão. Os filmes são péssimos e ficou tudo por isso mesmo.


Doutor Estranho


Em 2016 teremos o filme do Doutor Estranho protagonizado por Benedict Cumberbatch, mas essa não é a primeira vez que o mago supremo da Marvel ganha uma versão em carne e osso. Em 1978, Peter Hooten viveu Stephen Strange em um filme para a TV. O longa deveria dar origem a um seriado, mas ninguém gostou daquele troço chato pra cacete e o bom Doutor foi pra gaveta.

Mulher-Maravilha


Mulher-Maravilha teve uma série de televisão de muito sucesso protagonizada pela linda Lynda Carter, entre os anos de 1975 e 1979. O que poucos sabem é que, em 1974, a amazona teve um piloto, protagonizado pela loura Cathy Lee Crosby, onde a personagem sequer usava a roupinha clássica.


E o que menos gente sabe ainda é que, antes de tentar ser Viúva Negra, Angela Bowie fez o teste para interpretar a Mulher-Maravilha, mas perdeu o papel para Cathy Lee. Segundo Angela, durante o teste, alguém reclamou por ela não estar usando sutiã e um roteirista a assediou.


Em 2012, a Warner contratou a belíssima Adrianne Palicki e começou a produzir um novo seriado da amazona. O episódio-piloto não agradou aos executivos do canal e o programa foi cancelado antes da estreia. Então, Mulher-Maravilha, enfim, vai estrear no cinema em Batman v Superman: A Origem da Justiça.

Mulher-Hulk


Brigitte Nielsen quase foi a verdona. Fotos da atriz como a prima do Hulk estão aí pra comprovar. Eram os anos 80, e Brigitte era nome quente no cinema de ação da época graças a papéis em Rocky IV, Um Tira da Pesada 2, Guerreiros de Fogo (como Red Sonja) e Stallone Cobra. A New World Studios planejava produzir o filme da Mulher-Hulk em 1989, e chamou Brigitte para fazer um teste. A coisa não foi pra frente e também ficou apenas na sessão das fotos. Pode ser curiosidade mórbida, mas eu até gostaria de ter visto essa bagaça virar realidade…

Geração X


Produzido em 1996, essa josta era um piloto de série para a televisão, baseada nas histórias dos alunos aborrescentes do Professor Charles Xavier. Dirigido por Jack Sholder, parou por aí e não é difícil saber o porquê. Do roteiro às interpretações, passando pelos defeitos especiais, tudo é risível. A cereja do bolo é o vilão Russel Trash Tash (Matt Frewer), um filho do Coringa da Feira da Fruta com o Máskara. E o que tem a ver uma máquina dos sonhos com os mutantes? Ah, O diretor é o mesmo de A Hora do Pesadelo 2…vá a merda, porra!

Quarteto Fantástico

Essa joia foi realizada em 1994 e teve produção do lendário Roger Corman. Inicialmente seria uma grande produção, mas atrasou pra caramba e tudo foi feito às pressas, nas coxas mesmo, antes que os direitos retornassem para a Marvel. Quanto custou o troço? US$ 2 milhões. É muito dinheiro pra um duro como eu, mas não pra fazer um filme do Quarteto. O resultado ficou abaixo do nível, mas ainda é melhor que os três filmes que vieram depois pela Fox, risos.

Acabaram ficando com vergonha e não lançaram essa merda no cinema, mas ela acabou vazando em convenções de quadrinhos, graças as saudosas fitas VHS, e hoje qualquer um pode encontra-la na Locadora ou mesmo no VocêTubo.

Liga da Justiça da América



Em 1997, foi produzido um episódio-piloto de uma série da Liga da Justiça que é o horror. Dirigido por Felix Henriquez Alcala, o negócio trazia fantasias ridículas e defeitos especiais de fazer o pessoal do Sify corar. Fez grande sucesso no Cinema em Casa do SBT, mas não emplacou a série.

Liga da Justiça: Mortal


O longa reunindo os maiores heróis da DC seria dirigido por George Miller (Mad Max), mas acabou cancelado em 2008, poucos dias antes do início das filmagens. Teria no elenco: Armie Hammer (Batman), D.J. Cotrona (Superman), Megan Gale (Mulher-Maravilha), Adam Brody (Flash),Santiago Cabrera (Aquaman), Common (Lanterna Verde) e Hugh Keays-Byrne (Ajax Caçador de Marte).

Cara, é George Miller. O cara mandou bem em Mad Max, As Bruxas de Eastwick e Babe - O Porquinho Atrapalhado. Esse eu queria mesmo ter visto.

Superman Lives


Quem nunca ouviu falar desse? Com direção de Tim Burton, roteiro de Kevin Smith e Nicolas Cage estrelando como Kal-El. Infelizmente, acabou cancelado ainda na pré-produção, mas temos as fotos com Nicolau posando de Homem de Aço para nos alegrar.

Follow Cultura Pop A Rigor on Feedio
Espalhe:

Marc Tinoco

Post A Comment:

0 comments so far,add yours