Gakuen Tokusou Hikaruon

Direção: Kazuhiro Ochi
Japão, 1987



Sempre fui fã da finada franquia Metal Hero da Toei Company e sabia da existência de um anime realizado ainda nos anos 80 que fazia uma homenagem a trilogia dos policiais do espaço, que iniciou com sucesso a linha dos heróis metalizados. Nunca tinha assistido, até encontrar a bagaça dia desses no VocêTubo.

Em 1987, a AIC produziu Gakuen Tokusou Hikaruon, um anime que homenageia a trilogia Uchuu Keiji (Policiais do Espaço) da Toei Company, formada pelas séries Gavan, Sharivan e Shaider. Fugindo da ambientação inspirada em Star Wars (que inspirou não só a polícia do espaço, como também as séries de Jaspion e Spielvan, que vieram na sequência e com heróis similares ao trio de policiais), a trama de Hikaruon se passa em uma escola onde o herói se infiltra para investigar o misterioso suicídio de um estudante que pode ter o envolvimento de um ser das trevas.



Apesar de ter referências a todos os heróis espaciais, percebe-se que a influência mais forte vem da segunda série da trilogia, Sharivan, que considero a melhor das três. Isso fica evidente pelos inimigos obscuros, o clima pesado e pela caracterização do herói em sua identidade civil.

A música de abertura, cantada por Akira Kushida (que solta a voz nas aberturas de Gavan, Sharivan, Shaider, Jiraiya e Jiban e canta alguns sons na trilha de Jaspion como o tema do Gigante Guerreiro Daileon), lembra muito o tema de Sharivan. O começo da abertura é parecido com a de Sharivan e Hikaruon até aparece fazendo aquela caminhada clássica do encerramento da série do policial vermelho, que Jaspion repetiria mais tarde.

Embora Hikaruon seja uma homenagem ao tokusatsu com tudo que tem direito (herói com armadura, as cenas de ação e luta e as armas e veículos são iguaizinhos ao que vimos na trilogia dos tiras espaciais), tem também todas aquelas coisas características dos animes mais adultos, como uma tentativa de estupro, peitinhos e calcinhas a mostra (se bem que as parceiras de Shaider e Spielvan também sempre deixam suas calçolas a mostra em suas séries) e ainda aquelas cenas bobinhas típicas de anime com estudantes em que o cara levanta a saia das meninas, que vimos muito em, por exemplo, Yu Yu Hakusho. Essa mistura não funciona muito bem e deixa o tom da coisa um tanto indefinida



Apesar da excelente qualidade da animação e da premissa interessante, Hikaruon ficou só mesmo nesse OVA (nada a ver com ovos de peixe, mas a sigla de Original Video Animation, que são animes lançados diretamente no mercado de vídeo) de meros 30 minutos de duração.

Realmente uma pena, pois o negócio parecia bem promissor. O que temos então é um piloto bem produzido que deixa um monte de coisa no ar que poderiam ser mais trabalhadas adiante numa série mais longa ou pelo menos melhor desenvolvido num longa-metragem.



Assista-o completo no Vocêtubo:

Espalhe:

Marc Tinoco

Post A Comment:

0 comments so far,add yours